Passagem das Horas

A produção e encenação da Peça ‘Passagem das Horas’ é uma obra inédita da Cia Teatro Vinho e Alma e foi escrita na sua versão original por Rejane Bar. Trata-se de uma inspiração do poema de Fernando Pessoa através de seu heterônimo Álvaro de Campos, ‘Passagem das Horas’ , que inclusive, trouxe o título original do poema para a peça. 

A dramaturgia do espetáculo foi criada a partir de um momento de introspecção, de angustia e dúvidas da dramaturga, diretora e atriz Rejane Bar. Onde ela relata que não escolheu o poema, mas sim, fui escolhida por ele para então, vivê-lo nos palcos.

O espetáculo Passagem das Horas’ conta a história de duas mulheres Maria e Helena, uma representa a tradicional dona de casa, enquanto a outra, a mulher moderna. O tempo não é linear, o que permite uma viagem ao presente, futuro e passado das personagens. Ambas, em seus dramas particulares vão se aproximando lentamente, separadas e unidas pelo mundo moderno e poético. O poema “emprestada” por Álvaro de Campos, revela ao final de cada cena o status de verdade e auto descrição dessas mulheres, diferentes entre si, mas iguais em suas dores existenciais.

Elenco: Daiane Fercine e Rejane Bar

Dramaturgia: Rejane Bar (inspirado no poema Passagem das Horas de Álvaro de

Campos)

Classificação: Indicado para maiores de 14 anos

Duração: 55 Minutos

Gênero: Tragicomédia

Direção Rejane Bar

Assistência de Direção: Claudia Alvarez

Técnica de som: Tcheska Ferreira

Iluminação: Claudia Alvarez

Figurino: Rejane Bar, Daiane Fercine e Tcheska Ferreira

Mídias Sociais: Douglas Lourenço

press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom
press to zoom